Vai comer fora?
Veja a nossa receita para o sucesso

Dica# 02

No caso de uma ocasião especial

Telefone antecipadamente para o restaurante e verifique a existência de opções sem lactose - assim ficará mais descansado e poderá desfrutar verdadeiramente do momento.

Vai comer fora?
Veja a nossa receita
para o sucesso

Não se prive de comer fora de casa. Alguns restaurantes já têm pratos isentos de leite e de lactose. Se algum dos seus restaurantes favoritos não tiver, verifique se pode adaptar algumas das receitas existentes, melhorando assim a sua oferta.

  • Fale com os responsáveis e explique-lhes que está a fazer uma dieta sem lactose. Questione se algum dos pratos existentes pode ser adaptado, antes de lá ir, se possível.
  • No caso de uma ocasião especial, telefone antecipadamente para o restaurante e verifique a existência de opções sem lactose - assim ficará mais descansado e poderá desfrutar verdadeiramente do momento.
  • Verifique no menu se existem opções vegans ou sem lactose.
  • Fale com os responsáveis dos restaurantes onde vai com mais frequência - a maioria deles terá todo o prazer em adaptar-se.

Leia agora algumas dicas sobre fantásticas refeições sem lactose, seja qual for o seu tipo preferido de alimentação.

  • Italiano

    Famosa pelos seus inúmeros queijos e gelados, consegue imaginar a comida italiana sem estes dois ingredientes tão tradicionais? Não se preocupe, é perfeitamente possível desfrutar de uma refeição sem lactose em qualquer ristorante - veja aqui algumas dicas.

    Opte por:
    - Uma entrada de aperitivo com salame, presunto de Parma, salmão ou camarão, legumes marinados e tostas ou bruschetta com tomate e azeite é uma ótima opção.
    - Os pratos principais de saladas de carne e peixe geralmente não têm lactose (mas verifique ou pergunte se o molho não tem).
    - Muitos pratos principais italianos podem ser adaptados - converse sobre isso com o cozinheiro.
    - Muitas receitas de piza podem ser preparadas sem queijo - verifique e pergunte se nenhum outro ingrediente lácteo é usado.
    - Os pães italianos geralmente têm azeite nos seus ingredientes, mas confirme com o restaurante para ter a certeza.
    - As massas simples geralmente são isentas de ingredientes lácteos, ao contrário das massas recheadas que, na maioria das vezes, contêm queijo.
    - Prefira os molhos com base de tomate e carne, e evite os com base de natas e queijo, tais como carbonara e pesto.
    - Verifique se todos os ingredientes (ex. cebola/alho, carne/peixe) foram cozinhados com azeite em vez de manteiga ou margarina.
    - Os conhecidos sorvetes italianos normalmente não contêm ingredientes lácteos na sua composição e por isso são isentos de lactose (quem precisa de gelados!).

    Cuidado:
    - Os risottos geralmente contêm margarina, natas ou queijo - pergunte ao cozinheiro.
    - As lasanhas e canelones têm sempre um molho feito com laticínios.
    - Verifique se as sopas não têm natas.

  • Japonês

    São consumidos muito poucos laticínios no Japão, por isso este é o tipo de comida perfeito para alguém que segue uma dieta sem laticínios ou sem lactose.

    Os menus são sobretudo
    à base de peixe, arroz,
    noodles e soja

    Opte por: Os menus são sobretudo à base de peixe, arroz, noodles e soja. A escolha é sua!

    Cuidado: Evite os crepes e verifique os ingredientes de outras sobremesas japonesas - algumas ainda usam os tradicionais cremes de arroz, mas cada vez mais estes estão a ser substituídos pelos gelados lácteos típicos do ocidente.

  • Chinês

    A cozinha chinesa geralmente usa muito poucos laticínios, por isso esta é uma ótima opção para quem segue uma dieta sem laticínios ou sem lactose.

    Opte por:
    - Carne, peixe e legumes em molhos de soja/feijão/agridoces
    - Chow meins de carne, frango e legumes
    - Arroz frito simples e com ovo
    - Para as sobremesas, prefira fruta (ex.: líchias) ou sorvetes em vez de gelados

    Cuidado: Evite tudo o que seja feito com polme, tanto doce como salgado!

  • Tailandês

    À base de arroz ou noodles, e com um pouco de carne ou peixe, a cozinha tailandesa é ligeiramente picante e usa muito poucos laticínios nos seus pratos salgados. Mesmo os pratos cremosos de caril geralmente são feitos com leite de coco e creme de coco, no entanto, confirme com o cozinheiro se houver alguma coisa da qual não está seguro.

  • Hamburguerias

    Quando precisa de comer qualquer coisa rápida, ou nos passeios em família, a sua hamburgueria preferida não deve ser um problema.

    Opte por: Verifique sempre se os pães e os cremes utilizados são isentos de lactose. Prefira os hambúrgueres de carne, frango ou peixe (não panados) e, em vez de queijo, opte por pickles, maionese, ketchup e mostarda. Se comer batatas fritas, certifique-se de que não são aromatizadas, já que estas podem conter lactose.

    Cuidado: Evite polmes.

  • Mexicano

    O uso generalizado de natas azedas e queijo faz com que seja um desafio arriscado ir a um restaurante mexicano. Mas com alguns cuidados, também é possível comer sem lactose!

    Opte por:
    - As tortilhas geralmente não têm lactose, mas verifique sempre, já que o leite pode ser usado para tornar a sua textura mais leve.
    - Os tacos são, por norma, isentos de lactose - verifique.
    - Prefira fajitas simples de carne, frango ou legumes, mas verifique se os molhos e acompanhamentos têm laticínios.
    - Com os burritos de carne, feijão e salsa, não deve haver problema.

    Cuidado:
    Pergunte sempre se o seu prato pode ser preparado sem natas azedas ou queijo. O guacamole às vezes contém soro de leite coalhado - confirme com o cozinheiro. Questione sobre o molho utilizado na salada e pergunte se contém laticínios. Os nachos geralmente levam molho de queijo por cima.

  • Francês

    A manteiga, as natas e os diferentes tipos de queijo são muito utilizados na cozinha do norte de França. Mas mais para sul, nas zonas mais próximas do Mediterrâneo, privilegia-se o uso do azeite, e menos os laticínios, sendo por isso mais fácil fazer uma alimentação isenta de lactose. Informe sempre o cozinheiro que não pode comer manteiga, natas, leite e queijo. Sugira ao restaurante para assinalar na ementa os pratos sem laticínios.

    Opte por:
    - Com entradas de legumes (ex. cenoura ralada) e com patês de carne ou de peixe não deve haver problema - verifique sempre.
    - Procure na ementa opções sem laticínios, tais como salada Niçoise, pratos simples de carne ou de peixe grelhado, vegetais cozidos, arroz branco e batatas. Evite molhos, a não ser que não tenham laticínios na sua composição.
    - As baguetes francesas geralmente não têm leite.

    Cuidado:
    Peça sempre para a carne ou peixe ser cozinhado em azeite em vez de margarina ou manteiga, e certifique-se de que as batatas e os legumes não são servidos nem salteados com manteiga.

  • Turco / Grego / Médio Oriente

    Estes tipos de cozinha baseiam-se muito no uso do azeite, o que faz com que sejam, na generalidade, isentas de lactose, tendo muitas opções para explorar.

    Opte por:
    - Pratos mediterrânicos de legumes, como feijão em molho de tomate, dolmades e pimentos recheados - verifique sempre se não têm queijo ou outros molhos adicionados.
    - Homus, baba ganoush (puré de beringela) e taramosalata.
    - Pratos de carne, peixe ou marisco grelhado.
    - Pratos de carne no forno, tais como stifado e borrego com limão.
    - Sobremesas - prefira a fruta, manjar turco (lokum) ou lokoumathes (bolas de massa com mel) - mas verifique sempre com o cozinheiro se a massa não é feita com iogurte ou leite, semolina e bolo de amêndoa - normalmente feitos com óleo.

    Cuidado:
    - Alguns pratos, como a spanakopita por exemplo, são feitos com queijos como feta ou o halloumi, e devem ser evitados.
    - Algumas entradas e molhos, como o tzatziki, podem ter como base o iogurte.
    - A moussaka é feita com molho béchamel, o que faz com que seja um dos pratos a evitar. Também alguns pratos gregos de massa incluem ingredientes lácteos.
    - As sobremesas incluem normalmente manteiga, iogurte ou leite. Por exemplo: halva e baklavas.

  • Espanhol / Tapas

    A cozinha espanhola baseia-se muito nos ovos e no azeite, aromatizados com alho, tomate, pimentos e paprica. A riqueza de sabores e aromas mais do que compensará o facto de não poder saborear um queijo manchego ou uma crema catalana!

    Opte por:
    - Café e churros - peça o seu café com uma alternativa de soja ao leite, se possível. Os churros tradicionais normalmente não contêm laticínios.
    - A tortilha tradicionalmente não contém leite na mistura de ovos, mas verifique sempre, já que a tradição pode variar de região para região e de cozinheiro para cozinheiro.
    - As entradas, como os espargos grelhados, alcachofras salteadas com presunto ou cogumelos, geralmente são preparadas com azeite, mas verifique sempre se não é utilizada manteiga.
    - Peixe fresco e pratos de peixe, como a paella, sopa de peixe, sardinhas a la Santaderina, bacalhau com tomate e Urta a la Roteña (Pargo assado) deverão ser livres de laticínios e normalmente são cozinhados com azeite. No entanto, é sempre aconselhável verificar se o restaurante utiliza azeite ou manteiga para os cozinhar.
    - Os pratos de carne tradicionalmente não têm laticínios.

    Cuidado:
    - Várias especialidades de queijos, que terá de evitar.
    - Várias sopas e sobremesas espanholas usam leite e natas.